INQUÉRITO DO VOLUME DE NEGÓCIOS AO COMÉRCIO A RETALHO

Download (0)

全文

(1)

NEGÓCIOS AO COMÉRCIO A RETALHO

4º TRIMESTRE DE 2012

Nº 4

Volume de negócios

O total de negócios dos estabelecimentos do comércio a retalho referente ao quarto trimestre de 2012 atingiu o montante de 14,32 mil milhões de Patacas, cresceu 14%, comparativamente ao trimestre homólogo de 2011. Em termos de negócios realizados no trimestre de referência destacam-se os relógios e joalharia, com 4,08 mil milhões de Patacas (28% do total), seguindo-se as mercadorias de armazéns e quinquilharias (15%), os artigos de couro (11%), o vestuário para adultos (10%) e os automóveis (7%).

O valor das vendas do comércio a retalho no quarto trimestre de 2012 aumentou 15%, em termos trimestrais. Realça-se que os aumentos mais significativos ocorreram nas vendas do:

calçado (+36%); vestuário para adultos (+33%) e produtos cosméticos e de higiene (+28%).

Em contrapartida, o valor das vendas dos combustíveis para veículos a motor e mercadorias de farmácia desceu 5% e 3%, respectivamente. No ano 2012, o volume de negócios correspondeu a 52,85 mil milhões de Patacas, crescendo 22%, em termos anuais.

1 - Volume de negócios

2011 r 2012 Variação (%)

Anual

Trim. Anual

Trim. r 2º Trim.r3º Trim.r Trim. Anual

Homó- loga anual

Trimes- tral

Tipo de estab. do comércio a retalho

Milhões de Patacas %

Total 43 479 12 527 52 853 13 225 12 834 12 470 14 324 22 14 15

Relógios e joalharia 12 309 3 749 15 732 4 034 4 096 3 528 4 075 28 9 16 Mercadorias de armazéns e quinquilharias 6 294 1 863 7 594 1 907 1 710 1 820 2 157 21 16 19 Artigos de couro 4 837 1 390 5 578 1 430 1 276 1 316 1 556 15 12 18 Vestuário para adultos 3 924 1 140 4 938 1 337 1 056 1 092 1 452 26 27 33

Automóveis 2 969 876 3 567 749 954 839 1 025 20 17 22

Mercadorias de supermercados 2 616 689 3 346 846 796 838 866 28 26 3 Produtos cosméticos e de higiene 1 268 334 1 446 341 303 351 450 14 35 28 Mercadorias de farmácia 1 163 333 1 403 329 333 377 364 21 9 - 3 Combustíveis para veículos a motor 1 004 264 1 190 273 303 314 300 19 14 - 5

Calçado 712 222 809 205 183 178 243 14 9 36

Volume de vendas

No trimestre de referência, o volume de vendas do comércio a retalho subiu 11%, em termos anuais, depois de eliminados os factores que influenciam os preços. Salienta-se que os acréscimos mais consideráveis ocorreram no volume de venda de: produtos cosméticos e de higiene (+30%);

vestuário para adultos (+23%); automóveis (+19%) e mercadorias de supermercados (+17%).

No quarto trimestre de 2012 o volume de vendas do comércio a retalho aumentou 12%, em termos trimestrais. As subidas mais notáveis verificaram-se nos volumes de vendas do: calçado (+37%);

produtos cosméticos e de higiene (+28%) e vestuário para adultos (+27%). Em contrapartida, o valor das vendas dos combustíveis para veículos a motor e mercadorias de farmácia baixou 5%

e 4%, respectivamente. Em 2012 o volume de vendas do comércio a retalho cresceu 16% em termos anuais.

(2)

2 - Índice do volume de vendas do comércio a retalho 2008=100

2011 r 2012 Variação (%)

Anual

Trim. Anual Trim. r

Trim.r

Trim.r

Trim. Anual

Homó- loga anual

Trimes- tral

Tipo de estab. do comércio a retalho

Valor do índice %

Total 179,30 199,21 207,21 208,42 200,68 198,28 221,46 16 11 12

Relógios e joalharia 220,28 247,83 260,48 268,31 274,00 237,02 262,61 18 6 11 Mercadorias de armazéns e quinquilharias 216,18 248,65 248,38 247,87 224,88 243,08 277,71 15 12 14 Artigos de couro 282,72 319,73 314,03 326,88 284,05 294,65 350,54 11 10 19 Vestuário para adultos 190,12 213,56 227,26 242,73 195,89 207,33 263,09 20 23 27 Automóveis 163,13 191,36 196,40 164,02 209,86 184,75 226,95 20 19 23 Mercadorias de supermercados 132,87 136,06 156,42 164,70 147,75 154,48 158,74 18 17 3 Produtos cosméticos e de higiene 189,29 198,63 209,20 200,55 176,16 201,57 258,52 11 30 28 Mercadorias de farmácia 181,94 203,55 207,08 199,66 196,51 220,59 211,54 14 4 -4 Combustíveis para veículos a motor 110,53 115,79 126,54 122,31 127,51 131,57 124,76 14 8 -5 Calçado 183,29 226,13 201,72 203,16 180,94 178,40 244,41 10 8 37

Opiniões e perspectivas dos retalhistas

Verificou-se no trimestre em análise que 69% dos responsáveis pelos estabelecimentos do comércio a retalho eram da opinião de que o volume de vendas se manteve ou aumentou, relativamente ao terceiro trimestre de 2012, a percentagem de responsáveis que expressaram esta opinião diminuiu 1 ponto percentual, em relação ao trimestre anterior. Por seu turno, 31% foram de opinião de que o volume de vendas caiu. Ainda no trimestre em causa, 6% dos estabelecimentos desceram os preços das suas mercadorias, ao passo que cerca de 63% e 31% os mantiveram e aumentaram, respectivamente.

Cerca de 74% dos estabelecimentos apresentaram no trimestre de referência, um nível de existências normal em relação ao trimestre homólogo de 2011, enquanto que 6% dos estabelecimentos indicaram que o nível de existências foi baixo.

Relativamente ao trimestre anterior, cerca de 78% dos responsáveis pelos estabelecimentos do comércio a retalho, prevêem vir a obter no primeiro trimestre do ano 2013, estabilizações ou aumentos no volume de vendas, assim como 22% e 5% destes responsáveis antevêem alcançar descidas no volume e nos preços de venda, respectivamente. Por seu turno, 24% e 71% dos responsáveis pelos estabelecimentos do comércio a retalho previam vir a obter no primeiro trimestre do ano 2013, aumentos e estabilizações nos preços de venda, respectivamente.

Gráfico 1 - Opiniões sobre o volume de vendas no 4º trimestre de 2012

Gráfico 2 - Perspectivas quanto ao volume de vendas para o 1º trimestre de 2013

Diminuição 31%

Aumento

27% Diminuição

22% Aumento

35%

(3)

Âmbito estatístico

O inquérito do Volume de Negócios do Comércio a Retalho, abrange o universo estatístico dos estabelecimentos do comércio a retalho em actividade.

Unidade estatística

Os estabelecimentos do Inquérito ao Comércio por Grosso e a Retalho são, em princípio, unidades estatísticas de observação. Se uma empresa agrupa vários estabelecimentos que exercem a mesma actividade, estes serão considerados como uma única unidade estatística de observação.

Cada unidade estatística de observação preenche apenas um questionário.

Método de amostragem

A base de amostragem foi construída a partir dos registos existentes no Ficheiro de Agentes Económicos (FAE) da Direcção dos Serviços de Estatística e Censos (DSEC). Por um lado, foi adoptado o método de amostragem estratificada para a selecção dos estabelecimentos que foi elaborada segundo o ramo de actividade económica e o número de pessoas ao serviço. Por outro lado, os estratos de amostragem do ramo de actividade económica com poucos estabelecimentos e os estabelecimentos com 20 ou mais pessoas ao serviço foram sujeitos a uma enumeração exaustiva.

Inferência estatística

Opiniões dos responsáveis pelos estabelecimentos e volume de negócios

A inferência estatística dos resultados baseou-se no seguinte método de selecção da amostra:

1) Estimar o valor total, da variável y, num ramo de actividade do comércio a retalho:

∑∑

= =

= 4

1 1

ˆ *

h n

i

hji hj j

hj

y w Y

j : ramo de actividade do comércio a retalho h : escalão de pessoas ao serviço

i : estabelecimento da amostra

yhji : valor da variável y, observado num determinado estabelecimento whj

hj hj

n

= N ; (whj =1 , para estratos cuja inquirição foi exaustiva)

nhj : número de estabelecimentos da amostra num determinado estrato Nhj : número total de estabelecimentos dum determinado estrato

2) Variância estimada do parâmetro Y, num ramo de actividade do comércio a retalho:

( ) ( )

=

= 4

1

2 2 *

* ˆ 1

h hj

hj hj hj

j n

N s f Y

V

fhj : fracção de amostragem shj : desvio padrão da variável y

(4)

Índices do volume e do valor de vendas I. Calcular o deflator

=

= n=

k

oik oik

tik n

k tik

ti

Q P

Q P D

1

1 =

∑ ∑

=

= ⎟⎟

⎜⎜ ⎞

n

k

oik oik

oik oik n

k oik

tik

Q P

Q P P

P

1 1

= oik

n

k oik

tik w

P

P

= ⎟⎟

⎜⎜ ⎞

1

Dti deflator do volume de negócios do comércio a retalho (i) neste período (t)

oi oiQ

P volume de negócios do comércio a retalho (i) no período base (o)

ti tiQ

P volume de negócios do comércio a retalho (i) neste período (t)

Poi preço do IPC do comércio a retalho (i) no período base (o)

Pti preço do IPC do comércio a retalho (i) neste período (t)

woi ponderações do IPC do comércio a retalho (i) no período base (o)

k produtos do comércio a retalho (i)

II. Valor do comércio a retalho a preços constantes

ti =

V ⎟⎟

⎜⎜ ⎞

ti ti ti

D Q

P

Vti valor do comércio a preços deflacionados do comércio a retalho (i) no período (t)

ti tiQ

P valor do comércio a preços correntes do comércio a retalho (i) no período (t)

Dti deflator de preços do comércio a retalho (i) no período (t)

III. Índices trimestrais do valor e do volume de vendas do comércio a retalho

Índice do volume de vendas do comércio a retalho (i) no primeiro trimestre (t) após o período base:

=

= n=

i

oi oi

ti n

i oi

t

Q P

Q P QI

1

1 * 100

(5)

Índice do volume de vendas do comércio a retalho (i) no trimestre (t+1):

= +

+ = = n

i

ti oi

i t n

i oi

t

Q P

Q P QI

1

) 1 ( 1

1 * QIt

Índice do valor de vendas do comércio a retalho (i) no primeiro trimestre (t) após o período base:

100

*

1 1

=

= n=

i

oi oi

ti n

i ti

t

Q P

Q P

VI

Índice do valor de vendas do comércio a retalho (i) no trimestre (t+1):

=

= + +

+ = n

i

ti ti

i t n

i

i t

t

Q P

Q P VI

1

) 1 ( 1

) 1 (

1 * VIt

VIt índice do valor de vendas do comércio a retalho no período (t)

+1

VIt índice do valor de vendas do comércio a retalho no período (t+1)

ti oiQ

P volume de negócios do comércio a retalho (i) a preços constantes no período base (o)

i t oiQ

P (+1) volume de negócios do comércio a retalho (i) a preços constantes no período (t+1)

oi oiQ

P volume de negócios do comércio a retalho (i) a preços correntes no período base (o)

QIt índice do volume de vendas do comércio a retalho no período (t)

+1

QIt índice do volume de vendas do comércio a retalho no período (t+1)

ti tiQ

P volume de negócios do comércio a retalho (i) a preços correntes no período (t)

i t i

t Q

P(+1) (+1) volume de negócios do comércio a retalho (i) a preços correntes no período (t+1)

Sinais convencionais r Dado revisto

% Percentagem

數據

Updating...

參考文獻

相關主題 :